quarta-feira, 25 de maio de 2022

For Christ's Sake

Seekers of lies, there's no hope for you; unless you repent and give it all up, this Light's worker will upset you until the damn end. Either you willfully abandon self-deception or one day it will abandon you, there'll be no one else to blame except you and no other fool left to believe the bluff. Your flame and that of your mates will be the only one causing you pain, when there's no more possibility of calling it "pleasure". So you'd better try to find the desire of starting again a million miles away from all falsehood, seeing no point in being a part of it; you can't tell the world to go away and keep yourself.

Move on and change.

It's do or die.

terça-feira, 24 de maio de 2022

Adventure Is My Name

I realize it must be damn hard to change when you can't let go of your fake worldly ideal which flows from your bad imagination. And when you start believing in your "light" and those empty words as a means of getting all that, and you're able to materialize the "change", it becomes unbearably harder. It's so possible to be "successful" in a world where any crap is valuable... where's the adventure? They told it to go away.

Corey's Got A New Song



Go away, Joe.

Daring To Be Great



Because I'm a happy prisoner of Light and I can't be with you in darkness.

segunda-feira, 23 de maio de 2022

It's Capturing Me



"The light of the wicked will still be put out; its flame will never burn again."

Set the butterflies up upon the Rock.

"Sucesso" Fácil

Certa vez comentei no twitter que uma menina que enviou um cover para o youtube tinha Futuro. No caso, a canção era de uma cantora que foi só uma questão de tempo para abandonar o "gospel" para ir em busca do desejo desordenado por "fama" que guardava reprimido no coração. Mas aí a anônima ficou "famosa" também no "gospel", e os rios de dinheiro começaram a fluir. E isso era fácil de acontecer, com tantos adolescentes ávidos por ídolos, certamente ela tinha o talento para conquistar isso.

Eu ainda ponderava se a porta pela qual ela entrou não poderia ter sido realmente aberta por Jesus. Minha dúvida acabou quando ela respondeu à pergunta se casaria com um católico, dizendo, "Não, é jugo desigual, são ideias diferentes". Tão fácil quanto a resposta dela foi "casar" com uma pessoa da mesma "religião" dela. Deu certo? Será que foi porque um dos dois não foi "fiel" nos dízimos e ofertas, daí Deus amaldiçoou, ele perdeu a BMW dele e acabou o "amor"? Acho que não, acho que a "bênção" da "prosperidade" ali nunca faltou.

Eu responderia que depende... católica do tipo baladeira manipuladora ou do tipo deusa grega?

"- Você é evangélica?
- Não. É ela aqui."

Believe



It's All right.